in

Como consultar o PIS pelo CPF: Guia completo para trabalhadores Brasileiros

consultar o PIS pelo CPF
consultar o PIS pelo CPF : Imagem de reprodução

Saiba consultar o PIS pelo CPF de uma maneira simples e eficiente, Se você é um trabalhador com contrato vigente pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) ou mesmo um estatutário (funcionário público), é importante entender que você tem direito a fazer parte do Programa de Integração Social (PIS). O PIS é um número de identificação crucial para os trabalhadores, mas muitos não têm clareza sobre como encontrá-lo. Neste guia, vamos explorar em detalhes como consultar o PIS pelo CPF, bem como entender sua importância e outros aspectos relacionados.

O que é o PIS?

O Programa de Integração Social (PIS) é uma contribuição financeira feita pelas empresas aos cofres públicos. Essa contribuição é destinada a financiar o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial. A principal missão do PIS é fornecer suporte financeiro aos trabalhadores de baixa renda.

Entendendo os Termos: PIS, PASEP e NIT

O PIS é frequentemente mencionado em conjunto com termos como PASEP e NIT. O PASEP é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, uma variação do PIS voltada para funcionários públicos. Já o NIT (Número de Identificação do Trabalhador) possibilita que trabalhadores autônomos ou sem carteira assinada contribuam para o INSS.

Passo a Passo para Consultar o PIS pelo CPF

Uma maneira simples de consultar o PIS através do número de CPF é utilizando o site Meu INSS. Essa plataforma, integrada ao gov.br, oferece diversos serviços centralizados. Além de verificar o PIS, é possível conferir o tempo de contribuição acessando o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), onde constam todas as contribuições efetuadas ao longo dos anos.

Siga as etapas abaixo:

Acesse o portal Meu INSS e clique em “Entrar”.
Caso já tenha cadastro, digite seu CPF e clique em “Entrar”.
O sistema solicitará integração com o gov.br.
Insira a senha do cadastro.
Agora você verá os dados do usuário, incluindo nome, CPF e NIT/PIS.

Se você precisa se cadastrar:

Selecione “Cadastre-se” e complete os dados solicitados (CPF, data de nascimento, nome, e-mail, celular, nome da mãe e estado).
Clique em “Próxima”.
Anote a senha gerada pelo sistema.
Informe seu CPF e a senha.
Faça login, altere a senha e acesse novamente com a nova senha.

Independentemente da situação, siga essas etapas para consultar o saldo do PIS pelo CPF.

Outras Formas de Encontrar o Número do PIS

Além da consulta online, é possível encontrar o número do PIS/PASEP na Carteira de Trabalho, tanto na versão impressa quanto na versão digital. Essa informação fica próxima aos dados de identificação do trabalhador.

Recebendo o Abono Salarial do PIS

Um dos usos primários do PIS é o recebimento do abono salarial, um benefício concedido a trabalhadores de baixa renda. Se você teve um emprego com carteira assinada no ano anterior e recebeu até duas cotas do salário mínimo, você tem direito a esse benefício.

A Caixa Econômica Federal é responsável pelo pagamento do abono salarial, e o valor máximo é equivalente a um salário mínimo. O pagamento segue um calendário estabelecido pelo governo para aqueles que atendem aos requisitos. Para ter direito ao abono, é necessário:

Ter cadastro no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos.
Precisa ter recebido uma remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base.
Ter trabalhado para uma Pessoa Jurídica por pelo menos 30 dias no ano-base.
Manter os dados corretos na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial no prazo definido pelo governo.

Calculando o Abono Salário do PIS

O cálculo do abono salarial do PIS é baseado no tempo de serviço do trabalhador no ano-base. O valor é proporcional aos meses trabalhados nesse período. Para calcular, siga essa fórmula: divida o valor do salário mínimo pelo número de meses trabalhados. Se o trabalhador tiver estado empregado por um mês, ele receberá 1/12 do salário mínimo vigente na data do pagamento.

CPF Irregular e seu Impacto no Abono

A Receita Federal mantém um banco de dados atualizado com os CPFs dos brasileiros. Existem diferentes status de CPF que podem afetar o recebimento de benefícios sociais, incluindo o abono do PIS. Alguns desses status são:

  • CPF pendente de regularização ou bloqueado: indica falta de entrega de Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF).
  • CPF suspenso: indica cadastro incorreto ou incompleto, ou ausência de justificativa eleitoral.
  • CPF cancelado: ocorre em casos de clonagem, decisão judicial ou falecimento.
  • CPF nulo: ocorre quando é detectada fraude na inscrição.

Protegendo seu CPF e CNPJ

Para evitar o uso indevido de seu CPF por terceiros, o monitoramento regular pode prevenir fraudes financeiras. O Serasa Premium é uma solução segura e completa para cuidar de seus dados, identidade e crédito. Oferece monitoramento 24 horas do CPF e CNPJ, mantendo você informado sobre qualquer atividade relacionada aos seus dados.

Você pode fazer consultas gratuitas na Serasa regularmente para um monitoramento mais abrangente. A assinatura também oferece atendimento exclusivo na Serasa e controle sobre quem pode acessar seu Serasa Score.

Porque preciso consultar o PIS pelo CPF

Consultar o PIS pelo CPF é uma tarefa importante para garantir que os trabalhadores acessem seus benefícios de forma eficiente. Através do site Meu INSS e outras opções, é possível obter informações vitais sobre o PIS